Quarta-feira, 14 de Dezembro de 2011

Já há muito me convenci não ser merecedor da felicidade.

-É triste? – É mau? – Nada mais é que a verdade.

 

- Se me importo? – É tão impossível não me importar.

Mas antes a certeza da infelicidade do que um dia o sonho voltar.

 

Sou o refém do desgosto com um certo “ síndrome de Estocolmo” esbatido em mim.

-E se a vida me é tão pouco, ou quase nada, porque é que não lhe arranjo um outro fim?

 

Mas nesse ponto fulcral, entra a soberana característica do meu ser,

Sou um apático, dominado por uma apatia que tenho sem querer.

 

Sonho imenso… traço planos mais que magistrais…

Tudo isso sem sair do sofá e sem os tornar reais.

 

E não bastasse ser apático por natureza,

Sou também, prisioneiro perpétuo da tristeza.

 

Da perpétua tristeza que a meu lado caminha,

Nunca me deixando só, ou eu a ela sozinha.

 

Se enegrece o céu, a cada dia tristemente por mim passado.

Feliz de mim, de apatia e tristeza crivado…



publicado por pseudo-poeta às 14:16 | link do post | comentar

mais sobre mim
Fevereiro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28


posts recentes

HOJE É UM BOM DIA PARA ES...

O PÂNTANO

O MELHOR DE DOIS MALES

DESCULPEM A SINCERIDADE…

A SOMA DE TANTOS ZEROS

DE DIFÍCIL COMPREENSÃO

TRANSPLANTE CEREBRAL

CASTELOS DEVOLUTOS

O FUMO DAS CHAMINÉS

TRINDADE

A MINHA CABEÇA VS A PARED...

SOFÁ-CELA

BANALIDADE

PORTUGAL 1143-2012

IMPERFEIÇÕES

RESPIRAÇÃO ARTIFICIAL

MÁSCARAS

INSIGNIFICANTE

A CULPA É DA CANETA

OBLATA

SE É ESTE O FADO, QUE POS...

TENTATIVA DE ANIQUILAÇÃO

FICAMOS SÓS

POEMA AO NADA

MORTE AOS ARTISTAS

OBJECTOS INANIMADOS

IMPOSSIBILIDADE UNIVERSAL

GANG-BANG (POEMA ECOLÓGIC...

DESMORONAMENTO

BESTA

O PALHAÇO

FALSO IDEAL

FAZ FRIO

OS OUTROS

ALMENDRA REVISITADA

POBRES MORTAIS

TENHO MEDO DE MIM

NARCÓTICO

CABISBAIXO

ANTES FOSSE UM PESADELO

INEVITAVELMENTE

1\4 DE 0

BASTA

THÁNATOS

COLISÃO FRONTAL

VEIO Á NOITE

QUE RUMO?

A IMPERATRIZ

UM DIA DEPOIS DE ONTEM

OBSERVANDO O PASSADO, O P...

arquivos

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

blogs SAPO
subscrever feeds