Terça-feira, 26 de Junho de 2012
Desço á terra depois de grande devaneio,
Limpando lagrimas de meu rosto.
És tu, aquela por quem eu anseio.
Ansiada por meu coração decomposto.

Olho, estiolo na discrepância
Que existe, entre os meus sonhos e a realidade.
Nunca te quis, por ganância,
Mas pelo que sinto ser verdade.

Não te falo agora daquele amor,
Que só existe nos contos de fadas.
Este, é tão real como a dor,
E como todas estas horas amarguradas.

Elevei-te várias vezes á perfeição
Sem mostrar qualquer tipo de arrependimento.
Afinal, és como a bênção,
Que sana em mim o sofrimento.

Desconheço e temo o futuro,
Não sei o que ele vai trazer.
Mas temo que ele erga um muro,
Pelo qual nem te posso ver.

Nunca te vou chegar perto,
Nunca te vou poder abraçar.
Nunca tudo isto deixará de ser deserto,
Nem os fogos que ardem em mim se irão apagar.

Nós os dois, seremos sempre dois,
Permaneceremos distantes de sermos só um.
E como nós os dois, seremos sempre dois,
Nada disto te fará sentido algum.


publicado por pseudo-poeta às 00:32 | link do post

Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



mais sobre mim
Fevereiro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28


posts recentes

HOJE É UM BOM DIA PARA ES...

O PÂNTANO

O MELHOR DE DOIS MALES

DESCULPEM A SINCERIDADE…

A SOMA DE TANTOS ZEROS

DE DIFÍCIL COMPREENSÃO

TRANSPLANTE CEREBRAL

CASTELOS DEVOLUTOS

O FUMO DAS CHAMINÉS

TRINDADE

A MINHA CABEÇA VS A PARED...

SOFÁ-CELA

BANALIDADE

PORTUGAL 1143-2012

IMPERFEIÇÕES

RESPIRAÇÃO ARTIFICIAL

MÁSCARAS

INSIGNIFICANTE

A CULPA É DA CANETA

OBLATA

SE É ESTE O FADO, QUE POS...

TENTATIVA DE ANIQUILAÇÃO

FICAMOS SÓS

POEMA AO NADA

MORTE AOS ARTISTAS

OBJECTOS INANIMADOS

IMPOSSIBILIDADE UNIVERSAL

GANG-BANG (POEMA ECOLÓGIC...

DESMORONAMENTO

BESTA

O PALHAÇO

FALSO IDEAL

FAZ FRIO

OS OUTROS

ALMENDRA REVISITADA

POBRES MORTAIS

TENHO MEDO DE MIM

NARCÓTICO

CABISBAIXO

ANTES FOSSE UM PESADELO

INEVITAVELMENTE

1\4 DE 0

BASTA

THÁNATOS

COLISÃO FRONTAL

VEIO Á NOITE

QUE RUMO?

A IMPERATRIZ

UM DIA DEPOIS DE ONTEM

OBSERVANDO O PASSADO, O P...

arquivos

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

blogs SAPO
subscrever feeds