Sexta-feira, 12 de Outubro de 2012
Não te vou descrever como um país de navegadores…
Como um país de sofredores…
Como um país de extremas belezas, e esforçados lavradores…
Nem como um país saqueado por doutores…

Não vou falar da tua enobrecida história…
Nem relembrar que já foste um país de glória…
Não, não vou apelar á memória…
Mas também não vou entrar numa de ilusória.

Vejo-te agora perdido, como uma nau á deriva,
Sendo temonado por gente de uma pose altiva.
Que te emaranha numa tempestade destrutiva…
Em ordens dadas por uma europa corporativa.

Vejo-te como lacaio de um qualquer burguês,
Já nem és Portugal…Já nem és português…
Puta de luxo do interesse alemão, americano ou chinês.
Numa atitude de fraqueza, já nem em ti crês.

E quem te habita não se pode dar como inculpado,
Todos nós te levamos ao patíbulo do condenado.
Deixamos que fosses saqueado, abusado, estuprado…
Vítima de um mundo capital, e pouco civilizado.

Estás morto Portugal… ou mesmo á beira do fim…
Já nem á beira do mar és plantado jardim…
Amontoam-se coroas de rosas, lírios e jasmim…
E eu… sofro dentro de mim.


publicado por pseudo-poeta às 12:05 | link do post | comentar

mais sobre mim
Fevereiro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28


posts recentes

HOJE É UM BOM DIA PARA ES...

O PÂNTANO

O MELHOR DE DOIS MALES

DESCULPEM A SINCERIDADE…

A SOMA DE TANTOS ZEROS

DE DIFÍCIL COMPREENSÃO

TRANSPLANTE CEREBRAL

CASTELOS DEVOLUTOS

O FUMO DAS CHAMINÉS

TRINDADE

A MINHA CABEÇA VS A PARED...

SOFÁ-CELA

BANALIDADE

PORTUGAL 1143-2012

IMPERFEIÇÕES

RESPIRAÇÃO ARTIFICIAL

MÁSCARAS

INSIGNIFICANTE

A CULPA É DA CANETA

OBLATA

SE É ESTE O FADO, QUE POS...

TENTATIVA DE ANIQUILAÇÃO

FICAMOS SÓS

POEMA AO NADA

MORTE AOS ARTISTAS

OBJECTOS INANIMADOS

IMPOSSIBILIDADE UNIVERSAL

GANG-BANG (POEMA ECOLÓGIC...

DESMORONAMENTO

BESTA

O PALHAÇO

FALSO IDEAL

FAZ FRIO

OS OUTROS

ALMENDRA REVISITADA

POBRES MORTAIS

TENHO MEDO DE MIM

NARCÓTICO

CABISBAIXO

ANTES FOSSE UM PESADELO

INEVITAVELMENTE

1\4 DE 0

BASTA

THÁNATOS

COLISÃO FRONTAL

VEIO Á NOITE

QUE RUMO?

A IMPERATRIZ

UM DIA DEPOIS DE ONTEM

OBSERVANDO O PASSADO, O P...

arquivos

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

blogs SAPO
subscrever feeds